Tecnocarne Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Confira páginas mais acessadas em Tecnocarne digital no último trimestre de 2017

Confira páginas mais acessadas em Tecnocarne digital no último trimestre de 2017

Inovações em processos, normas e legislações têm sido cada vez mais frequentes no mercado de proteínas. E isso independe se o estabelecimento é um abatedouro, açougue ou frigorífico e se a proteína é bovina, suína ou de aves. Quer saber mais sobre esses sistemas e como fazer seu estabelecimento funcionar melhor? Confira os cinco materiais mais acessados no canal digital da Tecnocarne no último trimestre de 2017;

9 passos essenciais para montagem e funcionamento de um abatedouro modelo. Como em qualquer instalação industrial, o abatedouro também possui regras ou manuais de boas práticas. Como sua produção final impacta diretamente na saúde do consumidor, há etapas fundamentais para o bom funcionamento, montagem e operação de abatedouros de diferentes espécies animais, de acordo com as dicas do pesquisador Elsio Figueiredo, da Embrapa  Suínos e Aves de Concórdia, em Santa Catarina.

Como armazenar carnes corretamente no açougue ou frigorífico? Armazenamento de carnes é uma das maiores preocupações de açougues e frigoríficos. Isso porque, além de preservar o alimento por longos períodos sem prejudicar sua qualidade sensorial, a forma como a carne é armazenada afeta diretamente a sua qualidade microbiológica e, consequentemente, a saúde dos consumidores.

16 mudanças importantes no Riispoa que você precisa conhecer. O Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal passou por mudanças, impactado os produtores de carnes bovina, suína, de aves e peixes. A partir de agora, as punições de irregularidades na produção de alimentos a partir dessas proteínas estão mais rigorosas.

Você sabe como realmente identificar uma boa carcaça? Todo pecuarista se pergunta  como identificar a melhor carcaça entre meus animais enviados ao frigorífico? De acordo com a professora do curso de Zootecnia da UEL (Universidade Estadual de Londrina), Ana Maria Bridi, a classificação e tipificação de carcaças servem para direcionar as carcaças, de acordo com a qualidade, para os diferentes tipos de mercado.

Diferentes tipos de proteínas exigem diferentes padrões de carcaças. Conheça critérios para aves, suínos e bovinos. Deve-se realizar um melhoramento genético buscando animais que apresentem boas características qualitativas e quantitativas, sempre de forma harmônica. O transporte da fazenda para o abatedouro também deve receber atenção especial, onde se deve reduzir o máximo de efeitos causadores de estresse ou escoriações que irão penalizar a carcaça.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar