Processos

Quais os impactos da abertura de frigorífico em suas cidades destino?

Apesar de importante, muitas pessoas se preocupam com os efeitos que a abertura de frigorífico pode ter para as cidades. Para sanar isso, o médico veterinário e diretor do Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (CIPOA) da Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, Cesar Daniel Krüger,  cita que devemos estudar muito bem todos os aspectos, tendo os aspectos sociais, financeiros e ambientais como os mais importantes.

De fato, algumas cidades podem ter maior ou menor potencial para a exploração deste tipo de atividade, por isso é difícil separar pontos positivos e negativos”, diz.

Do ponto de vista positivo, o diretor do CIPOA ressalta que os frigoríficos costumam gerar um grande número de empregos. “A cidade costuma ganhar com os impostos gerados e dependendo do tamanho do frigorífico e da cidade, pode ser um dos principais geradores de empregos e divisas para o município”.

Como pontos negativos da abertura de frigorífico, Krüger cita a questão ambiental. “Frigoríficos são atividades altamente poluidoras e precisam de um grande investimento para o tratamento de efluentes”, diz.

Além disso, ele ressalta que, por vezes, pode haver ainda alto giro de funcionários em algumas plantas devido às características típicas do abate de animais que é caracterizado por ser um trabalho pesado e cansativo.

Como visto, os pontos positivos e negativos dependem de uma série de fatores, que por muitas vezes estão interligados. Em razão disso, Krüger ressalta que o estudo para a construção de um frigorífico deve ser minuciosamente pensado e sempre estar embasado em fatores técnicos. “Estes são fatores de importância que darão segurança mínima para um investimento tão alto, como neste tipo de estabelecimento”, finaliza.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *