Tecnocarne Digital faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_253710433

5 pontos que impactam a eficiência na desossa de carne suína

A desossa de carne suína começa já no pré-abate. Uma das principais maneiras para alcançar boa qualidade do produto é saber como foi o manejo realizado pelos fornecedores da carne. Assim, uns dos primeiros itens que devem ser observados é a genética do animal; algumas raças são mais eficientes quando falamos em alimentação versus rendimento e rotatividade de carne:

O inglês Hampshire se adapta facilmente ao clima tropical, é ideal para produtos que dispensam processamento secundário extensos como bacon, chuleta defumada e presunto curado;

O também inglês Large White é o animal mais utilizado para produção;

Já o norte-americano Duroc apresenta carne ideal para produção de embutidos.

A dieta fornecida aos animais é o segundo ponto desta lista; em casos de criação com distúrbios de alimentação, a consequência será uma carne com menor qualidade.

O terceiro item da nossa relação é a castração, que evita a presença de odores ou aroma de hormônios sexuais na carne;

Rastreabilidade é o quarto item da lista e apresenta grande por permitir informações precisas que facilitam controle na criação (tratamento especial, sanitário, natalidade, peso, etc);

Seguir padrões de abate é o ponto final/; deve-se seguir padrões no pré-abate e durante o processo.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar