Tecnocarne Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Veja como aproveitar toda a carcaça suína (e conheça tendências de corte)

Veja como aproveitar toda a carcaça suína (e conheça tendências de corte)

Diz o mercado produtor de carne que “do boi nada se perde, tudo se transforma”, mas essa frase pode facilmente ser adaptada para: “Do suíno nada se perde, tudo se transforma”. Assim, a carcaça suína pode ser totalmente aproveitada, atendendo às tendências relacionadas aos cortes mais modernos e adaptáveis aos desejos do mercado consumidor.

A carne suína é uma das mais consumidas em todo o mundo. Ela é muito versátil, nutritiva e pode agradar aos paladares mais exigentes. Os cortes de uma carcaça suína são sempre macios, saborosos e bastante suculentos. Além disso, ela oferece uma extensa variedade de cortes. Hoje são mais de 20, alguns mais tradicionais e outros mais modernos. Porém, para que todos esses cortes tenham a qualidade desejada pelo consumidor, é necessário que sejam tomadas medidas para aproveitar toda a carcaça suína.

Com o avanço das técnicas de manejo e de nutrição e com a genética aprimorada, toda carne suína apresenta boa qualidade. “Na suinocultura atual não existe carne de segunda, todas os cortes são de primeira e apresentam ótima qualidade”, salienta zootecnista e supervisora administrativa na Ianni Agropecuária Andrea Cristina Ianni.

Até a carne moída suína é muito boa” diz a zootecnista. Porém, segundo ela, esse tipo de carne não é muito produzido, visto que a grande maioria dos açougues tem apenas um moedor, com os açougueiros preferindo utiliza-lo para produzir linguiças tradicionais. Mas o que vemos atualmente é o consumidor ditando as regras, ou seja, é ele quem determina o que o mercado deverá produzir. Neste contexto, Andrea ressalta que os cortes com osso estão bastante em alta.

Hoje em dia o consumidor busca cortes mais modernos, diferenciados e em porções menores, por isso cortes como prime rib, short sib, ossobuco e carré suíno” estão bastante em alta, explica.

Tendência de corte suínos: cortes menores e porções individuais

Em mercados e casas de carnes especializadas, vem sendo cada vez mais comum o uso de novas formas de apresentação da carne suína.

Tradicionalmente, a carne suína era comercializada em cortes maiores, como pernil e paleta e em cortes menores restritos ao lombo e à bisteca. Contudo, hoje é possível encontrar cortes suínos como filé mignon, alcatra, coxão mole, picanha, costela e medalhões.

Estes cortes oferecidos no mercado atual são mais modernos e embalados em porções individuais, oferecendo mais praticidade, além de uma maior variedade de cortes, mostrando ao consumidor a versatilidade da carne suína, inclusive para o tradicional churrasco, mas especialmente para o dia-a-dia.

Segundo Andrea, estes cortes menores representam a principal tendência para a carcaça suína. “As porções individuais representam grandes tendências na suinocultura atual, mas para isso entendo que a apresentação do corte será muito importante”, frisa.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar