Tecnocarne Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Carne Certificada Angus: Veja os benefícios da certificação

Carne Certificada Angus: Veja os benefícios da certificação

Para atender as exigências tanto do mercado nacional quanto internacional, a cadeia produtiva de carne bovina precisa oferecer ao consumidor produtos com maior qualidade e segurança. Nesse sentido, a carne Angus parece estar um passo à frente.

Sabor diferenciado, maciez e suculência são fatores que a muito tempo explicam o sucesso da carne dessa raça específica. Porém, faltava uma certificação que, de fato, comprovasse essas qualidades.

Por isso, em 2003 foi criado pela Associação Brasileira de Angus, o selo do Programa Carne Angus Certificada, inspirado no Certified Angus Beef ®, desenvolvido nos Estados Unidos, cuja responsabilidade era garantir a máxima qualidade e segurança dessa carne.

Carne Angus Certificada: Por que é importante?

Grande parte dos consumidores já tem ciência da qualidade diferenciada que algumas carnes bovinas têm no mercado, resultando em uma busca bastante intensa nos últimos anos.

Porém, esse mercado tem se deparado com uma preocupação crescente relacionada à comercialização desse tipo de carnes premium, onde muitos criadores, mesmo dispondo da qualidade, não tem o respaldo técnico necessário que comprove a origem e a qualidade de seus animais.

Esse vem sendo o exemplo da carne Angus. Devido à diversas qualidades, essa carne vem sendo muito procurada, mas em algumas ocasiões clientes podem estar pagando por uma carne Angus, mas que não é necessariamente dessa raça, ou seja, podem estar comprando “gato por lebre”.

Luiza Mendes, médica veterinária e responsável pelo Marketing do Programa Carne Angus Certificada, explica a importância do selo: “O selo de certificação da raça Angus é a principal garantia que o consumidor está comprando uma carne de altíssima qualidade, que seja muito macia e saborosa”.

Dessa forma, para que uma carne seja verdadeiramente Angus, a certificação é parte essencial. Por meio da certificação, alguns critérios são exigências, estes vão desde o correto padrão racial do animal até a adoção de controles de rastreabilidade e avaliações individuais de idade e grau de acabamento.

Vantagens da certificação de carnes

Como já citado, a adoção da certificação na cadeia produtiva de carne bovina tem representado uma estratégia competitiva bastante importante dentro do setor, principalmente por garantir maior segurança ao processo produtivo, garantindo qualidades sensoriais à carne, tais como maciez, sabor, padronização de peso e tamanho, entre outras.

Além disso, a responsável pelo marketing do Programa Carne Angus Certificada explica que tanto os produtores quanto os frigoríficos e os consumidores se beneficiarão da certificação.

O produtor recebe uma bonificação por entregar um animal dentro dos padrões do programa carne Angus. Já o frigorífico tem uma matéria prima de alta qualidade para oferecer aos seus clientes”, diz Luiza.

O consumidor, por sua vez, terá a garantia da qualidade da carne que está comprando.

A certificação tem também o papel de assegurar e atender as exigências dos sistemas de rastreabilidade quanto à qualidade e à sanidade dos produtos, tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo.

Com isso, todos os envolvidos na cadeia produtiva da carne ganham em credibilidade, com produtos apresentando qualidade e segurança, obtendo assim um produto com maior valor agregado.

Como conseguir esse tipo de certificação?

Dentre as possibilidades de certificação para carnes, o selo do Programa Carne Angus Certificada é um dos mais conhecidos.

Para conseguir esse tipo de selo, algumas etapas devem ser seguidas, como explica a médica veterinária da Associação de Angus. “O processo de certificação analisa individualmente cada animal, fazendo as avaliações relacionadas ao padrão racial, idade, acabamento de gordura, conformação, entre outras”, diz.

Vale salientar que a carne dessa raça é certificada pelos técnicos credenciados da Associação Brasileira de Angus, através da identificação diferenciada da carcaça nas plantas frigoríficas certificadas, como explica Luiza.

O Frigorífico habilitado que tem o contrato de certificação, internamente tem um técnico próprio da Associação Brasileira de Angus que será o responsável por todo processo”, explica a médica veterinária.

O processo de desossa, embalagem e expedição também são acompanhados pelos técnicos do Programa, com o intuito de atestar ainda mais o alto padrão de qualidade dessa carne.

Assim, toda a carne embalada a vácuo certificada recebe uma etiqueta diferenciada, onde o selo de certificação da Associação Brasileira de Angus é bastante visível.

Por fim, para os interessados em obter o selo, Luiza explica que o produtor precisa sempre entregar animais dentro do padrão de qualidade do programa para uma planta frigorifica habilitada (disponível nesse site).

O frigorífico, por sua vez, precisa entrar em contato com a Associação para firmar um contrato entre ambos. “São avaliados requisitos básicos desse frigorífico, que passará por auditorias, de modo que possua requisitos sanitários até mesmo superiores aos exigidos normalmente pela vigilância sanitária”, finaliza Luiza.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar