• Tecno Carne Digital is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Inovação

Aumente o tempo de prateleira de seus embutidos com a automatização de clipadoras

O mundo está cada dia mais globalizado e em constante evolução. Assim novas tecnologias surgem a todo o momento trazendo benefícios para diversos setores. Diante destas perspectivas de crescimento a indústria de carnes, especialmente a indústria de embutidos, é um setor que continua avançando rapidamente. Um dos últimos avanços tem relação com a automatização de clipadoras.

De fato, o avanço na área de embutidos foi muito grande nos últimos anos, principalmente na tecnologia de embalagens com o uso de novos invólucros. Agora, parece que chegou a hora de automatizar os processos de clipagem. Estes certamente contribuirão com a eficiência e o aumento da vida útil dos embutidos.

Características de um clipe

Como dito, os processos de clipagem dentro da indústria de embutidos parecem ser o novo objetivo e motivo de pesquisas das indústrias deste setor, com as clipadoras se tornando mais automatizadas, eficientes, produtivas e seguras.

Essa evolução técnica vem sendo baseada nas virtudes do que sempre foi considerado um bom clipe. Mas você sabe o que define um bom clipe? Adiantamos que algumas características são sempre essenciais. Primeiramente um bom clipe será determinado por meio do material de alumínio com que foi elaborado. Este não pode ter ligas que deteriorem e modifiquem sua rigidez ou qualidade.

Suas dimensões, por sua vez, devem ser as indicadas para fechar a embalagem de uma forma mais segura, mesmo sob condições mais extremas, ou seja, o clipe deve suportar os pesos mais elevados de presuntos nos fornos de cozimento, além de resistir a altas ou baixas temperaturas durante o processo. No caso de produtos elaborados a vácuo, o clipe deve ser capaz de manter a embalagem hermeticamente fechada durante sua conservação, garantindo sua qualidade por mais tempo.

A evolução das clipadoras no fechamento de embutidos

Também designadas como grampeadoras, as clipadoras surgiram na indústria de embutidos com o objetivo de substituir a tradicional amarra artesanal dos embutidos, por clipes, geralmente metálicos.

Antigamente, a tecnologia utilizada era conhecida na indústria de embutidos como “grampeadora manual simples”, visto que era capaz de grampear um clipe ou grampo de metal por vez.

Segundo especialistas do setor, o sistema de clipagem manual simples até assegurava uma produção relativamente eficiente e segura, mas as exigências da indústria de embutidos já demandavam alternativas e soluções rápidas que gerassem maior produtividade.

A partir de então, as fábricas de clipadoras desenvolveram a grampeadora “manual de clipes duplos” e em seguida a grampeadora semiautomática, cuja eficiência consistia no grampeamento de várias unidades de uma única vez.

Com a constante evolução tecnológica, surgiram as “grampeadoras automáticas”, automatizando as clipadoras e conectando-se a uma embutidora porcionadora e grampeadora de forma contínua, assegurando máxima eficiência e produtividade.

Vantagens das clipadoras automatizadas

Além da máxima eficiência e produtividade mais elevadas, consideradas vantagens operacionais de suma importância, as clipadoras mais modernas vêm contribuindo também com a elevação da vida útil dos embutidos.

Um dos maiores cuidados desse tipo de tecnologia é evitar a contaminação microbiológica. Esta é geralmente provocada por vazamentos de clipes mal colocados ou que não são apertados suficientemente, fato que é reduzido com a automatização das clipadoras.

Além dessa vantagem, o uso de clipadoras automatizadas proporciona outros benefícios, como:

  • Possibilita o uso de variados invólucros, sejam eles plásticos, fibrosos ou de colágeno;
  • Permite o embutimento de produtos retos que serão moldados a partir de elevadas espessuras;
  • Rapidez tanto em quilos, peças embutidas ou ciclos por minuto;
  • Possibilita o uso de um leitor integrado de advertência que permite a parada automática do equipamento quando a matriz ou o clipe não são indicados, ou se a matriz utilizada não é a correta para o grampo;

Apesar de todos esses benefícios, vale lembrar que o objetivo de conservar e estender a vida útil de um embutido não depende apenas da qualidade do invólucro utilizado ou da eficiência de um determinado tipo de clipe, muito menos do tipo de processo térmico adotado.

Segundo os especialistas do setor, a eficiência será garantira com cuidados relacionados a toda operação de clipagem, que deve ser a mais bem-sucedida possível, ou seja, será esse conjunto de ações e cuidados que garantirá a máxima qualidade de fechamento do embutido. Por fim, salienta-se que esse conjunto de ações pode ser conseguida através do uso de um bom clipe utilizado em uma clipadora ou grampeadora que ofereça alta precisão à clipagem.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *